Data Center Submerso: Revolução no Resfriamento e Sustentabilidade

Data Center Submerso: Revolução no Resfriamento e Sustentabilidade

Os data centers submersos estão revolucionando a maneira como resfriamos e gerenciamos nossos recursos tecnológicos. Este novo método envolve submergir servidores em líquidos especiais, proporcionando eficiência energética e sustentabilidade. Vamos explorar essa inovação e entender como ela está moldando o futuro dos data centers.

 

O que é um Data Center Submerso?

Um data center submerso é uma instalação de armazenamento e processamento de dados que opera debaixo d’água. Estes espaços são projetados para aproveitar as propriedades naturais do ambiente aquático para resfriar os equipamentos eletrônicos. Em vez de utilizar sistemas tradicionais de refrigeração, como ar condicionado, os data centers submersos empregam a água ao redor para dissipar o calor gerado pelos servidores, proporcionando uma solução mais eficiente e sustentável.

Essa abordagem inovadora aproveita as temperaturas mais baixas das profundezas oceânicas. Os oceanos oferecem uma maneira natural e constante de resfriar os data centers, o que pode reduzir significativamente os custos operacionais de resfriamento, que representam uma grande parte do consumo de energia em data centers tradicionais.

Os data centers submersos geralmente são encapsulados em cápsulas herméticas e resistentes, protegendo o equipamento de fatores externos como a pressão da água, corrosão e vida marinha.

 

Isso garante que os componentes eletrônicos permaneçam seguros e operem de maneira eficiente

. Além disso, essas cápsulas são projetadas para serem recuperadas facilmente para manutenção e upgrades.

Com a crescente demanda por eficiência energética e sustentabilidade, o conceito de data centers submersos se tornou uma solução atraente. Essa tecnologia emergente pode não apenas reduzir os custos de operações, mas também minimizar o impacto ambiental associado ao consumo de energia de data centers tradicionais.

 

Vantagens do Data Center Submerso

Vantagens do Data Center Submerso
Maior Eficiência Energética
Uma das principais vantagens dos data centers submersos é a significativa melhoria na eficiência energética. Em um ambiente submerso, a água atua como um meio de resfriamento natural, dissipando o calor gerado pelos servidores de maneira mais eficaz em comparação com sistemas de ar condicionado tradicionais. Isso pode resultar em uma redução substancial no consumo de energia e, consequentemente, nos custos operacionais.

Redução de Espaço Físico
Data centers submersos requerem menos espaço físico em comparação aos data centers convencionais. Ao serem instalados em corpos d’água, eles liberam terra firme que pode ser utilizada para outros fins. Essa vantagem torna-se fundamental em áreas onde o espaço terrestre é escasso e altamente valorizado.

Melhor Desempenho e Confiabilidade
O resfriamento eficiente proporcionado pelo ambiente submerso contribui para um desempenho mais estável dos servidores. Temperaturas controladas reduzem o risco de superaquecimento e falhas de hardware, aumentando a confiabilidade e a vida útil dos equipamentos.

Sustentabilidade Ambiental
Os data centers submersos são uma solução mais sustentável, pois fazem uso de energias renováveis, como a energia das ondas e mareomotriz. Isso reduz a pegada de carbono das operações de TI, alinhando-se com as metas globais de sustentabilidade.

Rapidez de Implantação
A construção e implantação de um data center submerso podem ser realizados em um período de tempo menor em comparação aos data centers tradicionais. Os módulos submersos podem ser pré-fabricados e instalados rapidamente no local desejado, agilizando a operação.

Segurança Física
Estar submerso oferece uma camada adicional de segurança física contra ameaças externas, como vandalismo, desastres naturais e ataques terroristas. O acesso dificultado a esses data centers também reduz as chances de invasões não autorizadas.

 

Como Funciona o Resfriamento Submerso?

O resfriamento submerso funciona de maneira inovadora e eficiente, utilizando a capacidade térmica da água para dissipar o calor gerado pelos equipamentos de TI. Data centers submersos são instalados literalmente debaixo d’água, aproveitando a temperatura naturalmente mais baixa do ambiente aquático.

Quando os servidores e demais componentes operam, eles geram uma quantidade significativa de calor. Em um sistema tradicional, esse calor precisa ser removido através de complexos sistemas de ventilação e ar condicionado, que consomem uma quantidade elevada de energia. No entanto, no resfriamento submerso, a água ao redor dos data centers tem um papel crucial na manutenção das temperaturas ideais.

Os servidores são selados em compartimentos estanques, protegendo-os contra a umidade. A água do mar age como um dissipador de calor natural, absorvendo e difundindo a energia térmica de forma mais eficiente do que o ar. Esta metodologia não só reduz o consumo de energia necessária para resfriamento, mas também diminui o impacto ambiental.

Além disso, o resfriamento submerso possibilita um design compacto dos data centers, reduzindo o espaço físico necessário para instalação. Isso é uma grande vantagem em locais onde o espaço terrestre é limitado ou mesmo em regiões costeiras, onde esses data centers podem ser implementados em alto-mar.

Em resumo, essa tecnologia inovadora transforma a maneira como os data centers são resfriados, aproveitando a eficiência térmica da água para criar uma solução mais sustentável e econômica.

 

Casos de Sucesso de Data Centers Submersos

Casos de Sucesso de Data Centers Submersos
Microsoft Project Natick: Um dos exemplos mais notáveis de data centers submersos é o Project Natick da Microsoft. Em 2018, a empresa submergiu um data center no litoral da Escócia, contendo 864 servidores em 12 racks, a uma profundidade de cerca de 37 metros. Após dois anos de testes, a Microsoft anunciou que a eficiência do sistema foi 8 vezes maior que a de data centers tradicionais, com uma taxa de falhas 1/8 menor.

Naval Group e ImmerSUN: A colaboração entre o estaleiro francês Naval Group e a startup ImmerSUN levou à criação de um data center submerso na costa da Bretanha. Com capacidade para suportar 200 servidores, este projeto tem foco na sustentabilidade e utiliza energia renovável para operar, tornando-o um exemplo de ecoeficiência.

Nautilus Data Technologies: A empresa Nautilus Data Technologies desenvolveu um data center flutuante que aproveita a água do mar para resfriamento. Ancorado na Califórnia, este projeto utiliza um sistema de resfriamento com circuito fechado, evitando impactos ambientais. Este modo de resfriamento reduz o consumo energético e proporciona uma opção sustentável para a infraestrutura de TI.

Google Awarded Floating Data Center: Em 2008, segundo a Seach Engine Journal, a Google registrou uma patente para um data center flutuante, detalhando o uso de embarcações como base para esses centros de dados. A ideia inclui o uso da água do mar para resfriamento e a energia das ondas para alimentar os servidores, promovendo uma solução econômica e ecologicamente correta. A patente, inicialmente arquivada em fevereiro de 2007 e concedida em abril de 2009, descreve uma plataforma flutuante equipada com unidades de computação e geradores elétricos baseados no mar​.

 

Benefícios Comprovados:

Esses casos de sucesso comprovam que os data centers submersos não apenas oferecem melhorias em termos de eficiência energética e redução da pegada de carbono, mas também apresentam uma menor taxa de falhas em comparação com data centers tradicionais. Além disso, a proximidade com corpos d’água facilita o resfriamento natural, reduzindo a necessidade de energia para sistemas de ar condicionado pesado.

 

Desafios e Considerações Técnicas

Ao considerar a implementação de um data center submerso, diversos desafios e considerações técnicas precisam ser avaliados cuidadosamente. Um dos principais desafios é a impermeabilização do equipamento. É crucial garantir que todos os componentes eletrônicos estejam completamente protegidos contra a água do oceano, que é altamente corrosiva.

Outro ponto importante é a manutenção. Realizar reparos e manutenção em ambientes submersos pode ser mais complexo e custoso do que em data centers tradicionais. A monitoria remota e o sistema de alerta são essenciais para identificar problemas sem a necessidade de intervenção física imediata.

A logística de instalação também requer atenção especial. O transporte e posicionamento dos equipamentos no fundo do mar necessitam de tecnologias avançadas e precisão. Parcerias com empresas especializadas em operações submarinas pode ser um diferencial estratégico.

Além disso, a sustentabilidade do projeto deve ser analisada. Embora a água do mar forneça um recurso natural para resfriamento, a infraestrutura deve ter um impacto ambiental mínimo. Avaliações de impacto ambiental e estudos de viabilidade são passos essenciais para assegurar que o projeto seja viável e benéfico a longo prazo.

 

O Futuro dos Data Centers Submersos

O Futuro dos Data Centers Submersos
Os data centers submersos representam uma inovação significativa na área da tecnologia da informação. Eles são construídos debaixo d’água, oferecendo melhorias notáveis em termos de resfriamento e eficiência. Esses data centers são projetados para utilizar a água como um meio natural de resfriamento, o que reduz a necessidade de sistemas de ar condicionado tradicionais que consomem muita energia.

Além de ajudar a manter temperaturas operacionais ideais, a água circundante também dissipa o calor gerado pelos servidores de maneira eficiente. Isso não apenas aumenta a durabilidade dos equipamentos, mas também diminui custos operacionais.

 

Com a crescente demanda por soluções sustentáveis e eficientes

Adicionalmente, essas instalações submersas contribuem para a sustentabilidade ambiental. Elas reduzem a emissão de carbono associada aos métodos tradicionais de resfriamento e operam com maior eficiência energética. Isso ocorre porque a água possui uma capacidade térmica superior ao ar, facilitando a dissipação de calor sem necessidade de intervenções adicionais.

O futuro dos data centers submersos é promissor, com avanços tecnológicos contínuos e crescente aceitação no mercado. O potencial desses centros vai além do resfriamento; eles também podem ser uma solução viável para a crescente demanda por infraestrutura de TI em áreas urbanas densamente povoadas, onde o espaço é limitado.

Sumário

Picture of Janderson de Sales

Janderson de Sales

Sou um Especialista WordPress, com formação em Tecnologia da Informação. Trabalho com produção de conteúdo para blogs, desenvolvimento e manutenção de sites WordPress, e sou um entusiasta de tecnologias de inteligência artificial. Tenho conhecimento em produção de imagens de alta qualidade em plataformas de IAs generativas de imagens e possuo habilidades em SEO e desenvolvimento web. Estou comprometido em oferecer soluções inovadoras e eficazes para atender às necessidades do mercado digital.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários