A internet do país vai parar: Presidente da Claro faz apelo contra projeto de usina

A internet do país vai parar

No cenário tecnológico contemporâneo, a infraestrutura de internet se tornou tão vital quanto qualquer outra utilidade pública. No cerne deste ecossistema digital, encontramos um debate acalorado em Fortaleza, uma cidade crucial para a conectividade de internet do Brasil. O foco? Um ambicioso e controverso projeto de usina de dessalinização, situado na Praia do Futuro, uma área de significativa importância geográfica para os cabos de fibra ótica que conectam o Brasil ao restante do mundo.

A proposta do governo do Ceará, que visa converter água do mar em água potável, enfrenta oposição das principais operadoras de telecomunicações. A raiz da controvérsia é a potencial ameaça que o projeto representa à integridade dos cabos submarinos – uma preocupação expressada enfaticamente por figuras notáveis do setor, incluindo o presidente da Claro. Eles alertam que qualquer dano aos cabos poderia não apenas comprometer a velocidade da internet no país, mas literalmente “parar a internet do país”.

Este artigo busca desvendar os múltiplos aspectos dessa questão intrincada. Desde a importância estratégica de Fortaleza na rede global de internet, até as implicações do projeto de dessalinização para a infraestrutura de telecomunicações do Brasil, exploraremos os detalhes, as preocupações, e os esforços de mitigação associados a este debate. Com a palavra-chave “projeto de usina de dessalinização em Fortaleza” guiando nossa análise, mergulharemos profundamente neste tema que equilibra as necessidades de desenvolvimento sustentável com a manutenção da robusta infraestrutura digital do Brasil.

 

Contexto Geográfico e Importância de Fortaleza

Fortaleza, a capital do Ceará, ocupa um papel singular no mapa da conectividade digital do Brasil e, por extensão, do mundo. A cidade é um ponto de aterrisagem vital para os cabos de fibra ótica que atravessam o Atlântico, vindo diretamente da Europa. Esta localização geográfica estratégica, a apenas cerca de seis mil quilômetros do Velho Continente, torna Fortaleza uma espinha dorsal para a internet no país. A partir daqui, os cabos se estendem para outros grandes centros urbanos brasileiros, como Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), estes cabos são cruciais, responsáveis por nada menos que 99% do tráfego de dados do país. O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, sublinhou a importância de Fortaleza ao afirmar que a cidade é essencial para a “interconexão do Brasil com o resto do mundo”. Qualquer ameaça aos cabos submarinos em Fortaleza, portanto, não é apenas uma questão local, mas tem implicações nacionais e até globais​​.

 

O Projeto da Usina de Dessalinização

Delineando o projeto em questão, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) lidera a iniciativa de construir uma usina de dessalinização na Praia do Futuro. Este empreendimento visa ampliar a oferta de água na Grande Fortaleza em 12%, uma medida que responde às crescentes demandas de água da região. Com um investimento previsto de R$ 3,2 bilhões, o projeto foi adjudicado ao Consórcio Águas de Fortaleza, indicando a magnitude e a seriedade do investimento em infraestrutura hídrica do estado​​.

 

Implicações do Projeto para a Internet no Brasil

A preocupação central em relação ao projeto de usina de dessalinização em Fortaleza é o possível impacto na infraestrutura de internet do país. Especialistas alertam que qualquer dano aos cabos submarinos poderia resultar em consequências severas, variando de uma redução significativa na velocidade da internet a uma paralisação total da conectividade em todo o Brasil. A Anatel, consciente desse risco, posicionou-se contrariamente à instalação do projeto nas proximidades dos cabos. Isso reflete a gravidade potencial do impacto que o projeto poderia ter sobre a internet no país, sublinhando a necessidade de uma avaliação cuidadosa e medidas preventivas para garantir a segurança da infraestrutura de telecomunicações​​.

 

Preocupações das Empresas de Telecomunicações

Operadoras de telecomunicações, como a Claro, expressaram sérias preocupações sobre o projeto. O presidente da Claro enfatizou a importância de manter uma distância segura entre os cabos submarinos e a usina, sugerindo um mínimo de mil metros, ao invés dos 500 metros propostos. Essa preocupação é agravada pela expectativa de que o número de cabos submarinos na região dobre nos próximos três anos devido ao aumento da demanda por internet. A proximidade da usina aos cabos, especialmente em um cenário de expansão de infraestrutura, representa um risco que as operadoras de telecomunicações estão ansiosas para mitigar.

 

Medidas de Precaução e Respostas da Cagece

Respondendo às preocupações levantadas, a Cagece implementou várias mudanças no projeto. Neuri Freitas, diretor-presidente da companhia, explicou que a distância entre os cabos e a usina foi ampliada de 40 para 500 metros. Além disso, a Cagece investiu entre R$ 35 a 40 milhões em alterações no projeto para assegurar que a usina de dessalinização não represente um risco para a integridade dos cabos submarinos. Essas medidas indicam um esforço de conciliação e uma tentativa de equilibrar as necessidades de infraestrutura hídrica com a manutenção da segurança da rede de internet​​.

 

Opiniões de Especialistas e Autoridades

O debate sobre o projeto da usina de dessalinização em Fortaleza ganha profundidade com as opiniões de especialistas em infraestrutura digital e autoridades governamentais. Especialistas em telecomunicações e tecnologia da informação estão analisando o projeto minuciosamente, considerando os possíveis impactos nas redes de comunicação.

Eles destacam a importância de avaliações técnicas rigorosas e o cumprimento das normas de segurança para proteger a infraestrutura crítica de internet. Autoridades governamentais, por outro lado, enfatizam a necessidade de desenvolvimento de infraestrutura hídrica, equilibrando-a com a preservação das redes de comunicação. Essa dialética entre desenvolvimento e segurança reflete a complexidade do problema, exigindo uma abordagem holística e colaborativa para encontrar uma solução que atenda a ambas as necessidades.

 

Comparação com Outras Instalações Submarinas

Uma análise comparativa com outras instalações submarinas ao redor do mundo pode oferecer insights valiosos. Em diversos países, projetos de infraestrutura semelhantes foram realizados, levando em consideração a proximidade de cabos submarinos. Estes exemplos demonstram como medidas técnicas e precauções aprimoradas podem mitigar riscos potenciais.

O caso de Fortaleza não é único, mas se destaca pela sua posição crítica na rede de internet global. Aprender com experiências internacionais pode ser fundamental para garantir a integridade da infraestrutura de internet do Brasil enquanto se avança em projetos de desenvolvimento.

 

Debate Público e Repercussão Social

O projeto também desencadeou um amplo debate público, com diferentes setores da sociedade expressando suas preocupações e expectativas. Cidadãos, grupos ambientais, profissionais de tecnologia e representantes governamentais estão envolvidos em discussões sobre o equilíbrio entre desenvolvimento sustentável e a manutenção da conectividade digital. Esse debate reflete a interconexão de infraestruturas críticas e a importância de considerar as repercussões sociais de tais projetos. A opinião pública está cada vez mais consciente do impacto desses projetos em seu cotidiano e na economia digital do país.

 

Conclusão

O projeto de usina de dessalinização em Fortaleza é um exemplo emblemático da intersecção entre o desenvolvimento de infraestrutura e a preservação de sistemas críticos, como a rede de internet. Este caso sublinha a importância de uma abordagem cuidadosa e colaborativa, que considere tanto as necessidades de desenvolvimento sustentável quanto a integridade e segurança das redes de comunicação.

A situação em Fortaleza não é apenas uma questão local, mas um reflexo das complexidades enfrentadas em uma era de conectividade global e desenvolvimento urbano. O desfecho deste debate será um marco significativo, estabelecendo precedentes para futuros projetos de infraestrutura em locais estratégicos ao redor do mundo.

 

Fonte:

Projeto de usina em praia de Fortaleza pode derrubar internet no Brasil e trava embate com operadoras | Ceará | G1 (globo.com)

Sumário

Janderson de Sales

Janderson de Sales

Sou um Especialista WordPress, com formação em Tecnologia da Informação. Trabalho com produção de conteúdo para blogs, desenvolvimento e manutenção de sites WordPress, e sou um entusiasta de tecnologias de inteligência artificial. Tenho conhecimento em produção de imagens de alta qualidade em plataformas de IAs generativas de imagens e possuo habilidades em SEO e desenvolvimento web. Estou comprometido em oferecer soluções inovadoras e eficazes para atender às necessidades do mercado digital.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários